Quando me dei conta que não era feliz apesar de haver conseguido tudo que me propus, entrei em um espaço novo de vulnerabilidade que me ajudou a descobrir o que verdadeiramente necessitava. Tive que ser muito honesta comigo mesma e reconhecer que estava cheia de medos mascarados, e que se não era feliz, era simplesmente porque eu não me amava. Sempre me criticando e vendo o que estava mal em mim e era minha pior inimiga!

Este ponto de vulnerabilidade foi o que me permitiu sentir. É importante que você se pergunte, o que sente, que feche os olhos e te permitas conectar se com seu coração, se a resposta venha ou não, pois em principio há toda uma couraça por dissolver que nos impede de escutarmos. Mas se você for paciente alcançará essa conexão interna, o presente mais maravilhoso que podemos dar a nós mesmos.

– Quais são os passos para uma mudança profunda?
– Aprender a conectarmos com o que sentimos.

Em cada situação que surge, em lugar de reagir com a defesa ou fechar-nos com dor, podemos olhar para dentro e simplesmente nos permitir sentir. Assim como nos comunicamos com outras pessoas, chamando nossa atenção para o telefone, whatsapp ou e-mail, vamos começar a ouvir dentro, fechar os olhos e focar no coração, que é um grande transmissor de sentimentos. Assim que tivermos nossa atenção lá, vamos esperar e, de repente, a conexão com o que estamos sentindo é estabelecida. E você ficará surpreso ao descobrir o que realmente está sentindo, algo que nunca prestou atenção. Que ato mais profundo de amor é esse! Amor por nós mesmos, não mais abandono e compromisso, não mais inconsciência do que está acontecendo conosco, mas nosso próprio estar presente e vibrando nesse ato de amor.

Summary
O que você sente?
Article Name
O que você sente?
Description
Quando me dei conta que não era feliz apesar de haver conseguido tudo que me propus, entrei em um espaço novo de vulnerabilidade que me ajudou a descobrir o que verdadeiramente necessitava.
Author
Publisher Name
IshaJudd
Publisher Logo