Todos os aspectos da criação são válidos, não podemos rejeitar nenhum deles. A destruição conduz ao renascimento. O mundo dança da tormenta à calma no fluxo e refluxo da evolução.

Com cada mudança, o mundo renasce em uma vibração superior, reafirmando os valores da alegria e do amor, liberando-se da densidade do medo, evoluindo e sempre criando algo melhor.

Se está vendo a violência externa e sente rejeição, se te afeta e sofre, é indicador de que existe um lugar interno onde deve conectar mais consigo mesmo e encontrar esse espaço em que está sendo violento ou está constantemente julgando tudo, esse lugar onde você é agressivo consigo, seguramente também com os demais, ou tem essas explosões, ou oscila na passividade, mas além de qualquer coisa, o importante é que você se conecte, porque isto tem seu começo dentro de você.

Todos criticamos o que sucede fora, a insegurança, a violência em todos os setores, o maltrato, a corrupção. Mas verá que quando se conectar realmente dentro de você, sem criticar, apenas vendo, com o espírito de evoluir, poderá transformar a insegurança interna, poderá deixar de ser violento internamente em respostas a coisas ou erros mínimos da vida cotidiana, você se tratará bem e com respeito, consumindo o que o favorece, cultivando sua saúde, exercitando o seu corpo, e o que é mais difícil para nós vermos, acabará com a mentira interna, com o autoengano, o que diz e faz para agradar o outro, mas sem realmente sentir, e depois é transformado em ressentimento, o que dá origem a outro combate interno e agressividade externa. Isso ressoa para você?

A natureza, com sua infinidade de espécies, cores e formas, abraça a diversidade. A natureza não nega nenhum aspecto dela mesma. A beleza de suas paisagens reside nos contrastes e na variedade. Como a natureza, o amor também celebra a beleza da diversidade. Em lugar de perceber o diferente como uma ameaça, o amor não silencia nenhuma voz. O ser humano é que tem preconceitos, discrimina, separa. Preconceito significa ir para a guerra. Preconceito significa estar defendendo sempre uma ideia e justificando nossa discriminação com a desculpa de um bem maior: a melhoria da humanidade, a vontade de Deus, etc. Os” ismos “ são sempre justificados aos olhos de quem os promove.

Mas quantas de nossas opiniões são realmente nossas? Na realidade, muito poucas de nossas convicções veem de uma experiência direta. A maioria as adquirimos da família, da sociedade em geral. Ao longo da história bombardeamos, combatemos, sacrificamos para proteger nossas crenças. Não vamos mais fazer isso. Cada vez que lutamos por uma opinião estamos criando nossa própria miniguerra.

Tudo o que você vê no externo é um convite para se conectar dentro e se abraçar lá. Isso é o que eu chamo curar-se: colocar harmonia onde houver disfunção. É amando-se que se estabelece essa paz, amando-se e dizendo SIM à experiência interna. Dizer sim é receber o crescimento que traz o que a vida nos mostra. Tudo pode ser usado para ir mais profundo e curar-se.

Summary
Encontrando a paz no meio do caos
Article Name
Encontrando a paz no meio do caos
Description
Todos os aspectos da criação são válidos, não podemos rejeitar nenhum deles. A destruição conduz ao renascimento.
Author
Publisher Name
Isha Judd
Publisher Logo

Pin It on Pinterest

Shares
Share This