Sempre que começamos um ano novo, queremos deixar velhos hábitos que não nos favoreceram em nosso desejo de crescimento interior.

Você pode começar por dar um tempo a si mesmo. Estabeleça uma rotina diária para fazer uma introspecção e permanecer consigo mesmo. Encontre um tempo para caminhar na natureza e estar aí de verdade, bebendo dos sons e da paisagem, sentindo a brisa, desfrutando da luz que acaricia seu rosto. Assente-se e simplesmente seja, em lugar de estar enchendo cada momento com atividades.

Comece a valorizar a singela experiência de estar vivo, a alegria de existir, sem estar fazendo coisas. Perceba que quando você dá a si mesmo, está dando também aos demais: se equilibra e sente-se relaxado, o que lhe permite servir melhor, com mais alegria. Também estará servindo por meio de seu exemplo, inspirando-os a fazer o mesmo: cuidar-se a si mesmo e ser responsável de sua própria alegria. Descobrirá que quando muda a si mesmo, os demais irão mudar. Seu espelho mudará, posto que finalmente estará aberto a receber.

Quando você leva sua atenção para dentro e ativa sua capacidade de testemunhar, é como se acendesse uma luz no sótão abandonado. Talvez prefira voltar a apagá-la em lugar de enfrentar a desordem causada pelos anos de negligência. No entanto, reagir assim não repara os danos. Se desejamos limpar o sótão, a luz deve seguir acesa e devemos estar dispostos a enfrentar o que ali encontramos.

A boa notícia é que o que encontraremos não será tão terrível como talvez tememos. Não há dragões, nem tão pouco demônios ou outros monstros; somente haverá emoções. Pode ser aterrorizante enfrentar nossas emoções reprimidas, mas o pior que pode acontecer é que cheguemos a sentir. Ninguém morre por sentir uma emoção. De fato, fazemo-nos mais danos, tanto físico como psicologicamente, ao ignorá-las.

Estamos tão identificados com nossas mentes que acreditamos ser o que pensamos. Nossos pensamentos tem o poder de mudar nosso estado de ânimo: nos estressam, nos preocupam, nos arrastam a uma depressão e inclusive aos ataques de pânico. Enquanto estivermos a mercê de nosso intelecto caprichoso, nunca teremos êxito de encontrar a felicidade duradoura. Devemos encontrar uma base sólida sobre a qual edificar nossa casa: uma base estável sobre a qual podemos construir uma vida de paz, confiança e segurança. Para isto, devemos converter-nos em testemunhas de nossa mente.

Para ir mais além de seus padrões de pensamento habitual e firmar-se em seu centro pacífico e silencioso, leve sua atenção por todo seu corpo e perceba as sensações que estiver sentindo. Pergunte-se: “que estou sentindo?” Trate de identificar a emoção que lhe mantém na superfície. Permita-se sentir a raiva, a tristeza, o medo ou o que seja, deixa que a emoção flua naturalmente, sem julgamentos. Uma vez que houver sido liberada, será mais fácil para você alcançar a profundidade silenciosa para encontrar o tesouro que aí o espera.

Posso lhe dizer que mais além de seus pensamentos, ali sobre as nuvens, onde o sol de sua consciência sempre brilha, o ilimitado de seu ser, é totalmente possível abraçar sua experiência humana. Ânimo, comece esse ano iluminando sua vida.

 Que mais você pode desejar?

Summary
Ano Novo, novas escolhas
Article Name
Ano Novo, novas escolhas
Description
Siempre que comenzamos un nuevo año, queremos dejar viejos hábitos que no nos favorecen en nuestro deseo de crecimiento interno.
Author
Publisher Name
Isha Judd
Publisher Logo