A vida está sempre se movendo, mudando, como uma batida do seu coração. Quando a linha de um eletrocardiograma aparece plana, o que acontece? Está morto! A vida é movimento, a vida é mudança. Muitas vezes imaginamos que a realização espiritual é um estado no qual tudo permanecere inalterado, mas não é exatamente assim.

Mesmo que internamente chegamos a encontrar uma experiência eterna – daquilo que nunca muda – nossas experiências emocionais, físicas e mentais continuam a flutuar. A permanência instala-se em um nível muito mais profundo, que nos permite brincar com as alterações desde um espaço de segurança interior e de confiança, e sem medo da possível perda que a mudança pode trazer.

A vida apresenta desafios, disso se trata tudo: a multiplicidade de experiências das quais evoluímos para experimentar a nossa humanidade, a nossa criatividade. Se tudo fosse imutável, sempre igual, todos seriamos robôs! Os seres humanos são emocionais, apaixonados, criativos e sensíveis. Somos únicos, belos. É incrível ser humano! E não é uma existência plana: se a linha fosse plana, você estaria morto.

As expectativas são as culpáveis pela decepção e botam condições na nossa felicidade. Mas o futuro contém um elemento essencial que faz a vida emocionante: a incerteza. Sem incerteza a vida torna-se monótona. É por isso que as crianças encontram coisas tão maravilhosas na vida, elas não têm expectativas, cada experiência é mágica. A vida tem um milhão de surpresas aguardando por nós, mais do que poderíamos imaginar.

Quando eu comecei a ensinar na Venezuela, procurava um lugar que servisse como um centro para os meus alunos e para treinar os mestres. Me recomendaram um lugar chamado La Guaira, uma bela comunidade num penhasco com vista para o Mar do Caribe. Era perto de Caracas, onde moravam muitos dos meus alunos, então eu pensei ter encontrado o lugar perfeito. Eu procurei muito nessa área, mas em cada propriedade, tinha sempre algo que não encaixava com as condições necessárias.

Sem ter mais opção comecei a olhar um pouco mais, até que encontrei um grande apartamento localizado numa borda rochosa em Puerto La Cruz. Tinha vista de quase 360 graus para o mar, com um grupo de pequenas ilhas na distância. No dia 14 de Dezembro de 1999 eu me mudei para lá. No 15 de Dezembro, uma inundação catastrófica em La Guaira, provocou um deslizamento de terra, varrendo a maioria dos edifícios de lá. Milhares de pessoas foram mortas e dezenas de milhares de pessoas ficaram desabrigados. Muitas das propriedades que eu tinha gostado para alugar foram destruídas.

Confie e flua com o universo. Não se apegue às expectativas de como as coisas deveriam ser, pois é impossível ver o panorama completo.

Artigo feita a partir de: clubSTUM